Honda Indy Toronto 2022: O “rugido” dos motores regressou à Lakeshore
Desporto

Honda Indy Toronto 2022: O “rugido” dos motores regressou à Lakeshore

hondy indy toronto - Revista Amar

 

Após dois anos fora do cronograma, a Honda Indy Toronto retornou e trouxe as corridas de volta ao coração da cidade. O desporto de velocidade esteve na catedral do automobilismo de Toronto. O Exhibition Place recebeu mais uma etapa da prova anual da corrida de carros da NTT IndyCar Series. Os motores, a velocidade, a tecnologia, a agilidade e a resistência dos pilotos foram bem visíveis. A Revista Amar marcou presença nesta festa da velocidade. Foram três dias de muita competição, emoções, tradição e história.

Tudo começou na sexta-feira, 15 de julho, com a Fan Friday, com um programa feito em parceria com a Ontario Honda Dealers Association.

Com entrada gratuita, o evento recebeu doações voluntárias que reverteram a favor da fundação “Make-A-Wish Canada”. Os eventos na pista incluíram treinos para a série NTT Indycar, bem como USF2000, Indy Pro 2000, a Porsche Carrera Cup e a série NASCAR Pinty’s. Também houve oportunidade para sessões de autógrafos com pilotos da Pinty’s Series e NTT Indycar. A finalizar o dia, houve uma corrida da Pinty’s Series.

No segundo dia tivemos o Honda World, com muitos eventos fora da pista. A Honda Canadá teve exibições interativas, incluindo os resultados de um teste de colisão HR-V, uma exibição de vários projetos, motocicletas e equipamentos de potência Honda. Contámos ainda com o Thunder Alley, localizado no centro do circuito de rua, com amostras, vendedores, comida e bebida.

E finalmente chegou o grande dia: o Race Day Sunday! O programa começou com uma corrida USF2000 às 9h45, continuando com a Indy Pro 2000, Sports Car Championship Canada e Porsche Carrera Cup antes da corrida Indycar Series.

Um dos locais mais procurados pelos visitantes foi o “IndyCar Paddock”, os bastidores para ver as equipas se preparando para a corrida nas garagens – local onde os automóveis ficam antes e depois do grande dia. Com este acesso, pode-se acompanhar a parte mecânica dos carros, tirar fotografias e testemunhar os últimos acertos dos automóveis. Também com muita sorte, os fans podem tirar fotografias com os pilotos, pedir autógrafos e conversar com os mesmos. A Revista Amar conversou com Francisco “Kiko” Porto, o piloto brasileiro que compete na categoria Indy Pro 2000. Kiko veio a Toronto pela primeira vez e disse que “é uma pista difícil, mas estou feliz em correr em Toronto. Agradeço a todos pelo apoio” e deixou um abraço a todos os falantes da língua portuguesa. Kiko agradeceu a nossa presença na sua garagem.

 

hondy indy toronto - Revista Amar

 

Na edição deste ano, Scott Dixon que liderou 40 das 85 voltas ao redor do circuito com 11 curvas e 2,8 quilómetros ao redor do Exhibition Place, que oferece excelentes vistas do centro da cidade, fez história vencendo pela quarta vez em Toronto e conquistando a sua 52º vitória da carreira. O neozelandês iguala o lendário Mario Andretti na 2º posição com o mesmo número de vitórias na competição.

No domingo (17), apesar do sol que se fazia sentir, a grande presença do público no certame foi visível e cada segundo da competição foi vivido com emoções. Os fãs do desporto da velocidade foram acompanhar de perto a final da grande prova da Honda Indy Toronto 2022.

A Honda Indy Toronto é uma corrida anual da Indy Car, realizada em Toronto, Ontário, Canadá. Originalmente conhecido como Molson Indy Toronto, fez parte da Champ Car World Series de 1986 a 2007. Após uma interrupção de um ano, faz parte da programação da NTT IndyCar Series desde 2009. A cidade de Toronto recebeu mais uma vez este evento, que se transformou num dos grandes festivais do calendário de verão. Aqui encontramos amantes do desporto de automobilismo, famílias, amigos e encontro de gerações, que para muitos já é uma tradição anual. Esta etapa terminou, mas esperamos por mais e, cada vez melhores, edições do Honda Indy Toronto, nos próximos anos.

Francisco Pegado

Redes Sociais - Comentários

Botão Voltar ao Topo