10 anos dos IPMA: As estrelas estão alinhadas e anunciadas
Eventos

10 anos dos IPMA: As estrelas estão alinhadas e anunciadas

revista amar - ipma - mdc entertainment
Créditos © IPMA/Djecy Ramos

 

O International Portuguese Music Awards (IPMA) tem reconhecido a música produzida por artistas de ascendência portuguesa desde 2013. O espetáculo dos International Portuguese Music Awards, que assinala os 10 anos de existência, está previsto para sábado, 23 de abril de 2022, no icónico Providence Performing Arts Center, situado no centro histórico da cidade de Providence, no estado norte-americano de Rhode Island.

No passado sábado, dia 20 de novembro, aconteceu a festa de lançamento da edição de 2022. Com a presença de Tim, conhecido vocalista dos Xutos e Pontapés, foi já levantado um pouco do véu sobre o que será a edição de 2022. Na ocasião, José Xavier um dos fundadores dos IPMA, começou por explicar a razão de ser de uma festa de lançamento do espetáculo comemorativo dos 10 anos – “As primeiras nove edições dos IPMA têm evidenciado a música que é produzida por artistas com ascendência portuguesa. E estamos a celebrar a celebrar o passado e anunciar quem estará connosco no próximo ano”.

David Saraiva, outro elemento fundador destes eventos de celebração da música portuguesa, fez questão de sublinhar que o percurso tem sido de progressivo crescimento, como uma bola de neve que aumenta de dimensão à medida que rola – “tivemos a coragem de arrancar e este evento tem-se tornado cada vez maior. E à medida que as pessoas demonstram gostar do que fazemos, mais vontade temos de fazer mais e melhor. Este tem sido o nosso caminho”.

E o caminho faz-se caminhando… e no caso dos IPMA nem a pandemia parou a sua essência que é a produção de novas músicas e a revelação de mais talento.
E o talento não tem fronteiras, a música portuguesa também não. Daí que os IPMA tenham cada vez mais expressão à escala mundial.

Prova evidente da internacionalização dos IPMA é a recente parceria estabelecida com o Camões Entertainment Group, sedeado no Canadá. Manuel DaCosta, explicou o caracter universal deste espetáculo de premiação da música portuguesa e ainda deixou clara a razão da sua decisão de se associar a este projeto – “Para mim os IPMA têm a ver com o desenvolvimento da música portuguesa em todo o mundo. E quando estamos a fazer isso estamos a expandir um produto universal. Por isso encaro a inclusão do Canadá neste projeto como algo natural. Quanto mais se for inclusivo e quantas mais oportunidades se derem, especialmente, na minha perspetiva, aos mais novos, mais se impulsionará e expandirá o que este projeto tem tentado fazer.”

O espetáculo do próximo ano prestará homenagem a todo o percurso dos IPMA e serão entregues galardões em 13 categorias, incluindo rock, rap, fado, melhor videoclipe, e novo talento. Um prémio de $2.000 e tempo de estúdio com a MDC Music em Toronto será concedido ao vencedor do 2022 IPMA “Novo Talento”. O IPMA está a aceitar inscrições através do seu site oficial (ipmaawards.com) até 30 de novembro de 2021.

A décima mostra anual de prémios contará com um alinhamento de estrelas. Já confirmados: Áurea, Jorge Ferreira, Bispo, Calema, Paulo Gonzo, Delfins, e Xutos e Pontapés.

Áurea é uma cantora de soul com distinções sob o seu nome, incluindo a conquista de um Globo de Ouro Português e o prémio “Melhor Atuação Portuguesa” da MTV. É mentora do The Voice Portugal desde 2015.
Jorge Ferreira é um artista, nascido nos Açores, conhecido como o embaixador da “Música Popular” em todo o mundo e listado em número quatro nas vendas de discos portugueses de todos os tempos. Gravou cerca de 50 álbuns e esgotou a Arena do Standard Bank em Joanesburgo, África do Sul.

Bispo tornou-se um dos artistas mais populares na cena hip-hop portuguesa com mais de 300.000 ouvintes mensais no Spotify, 200.000 assinantes do YouTube, e 200.000 seguidores do Instagram. Recebeu as nomeações para os MTV Europe Music Awards para “Melhor Atuação Portuguesa” em 2018 e 2020.

Calema é um duo de São Tomé e Príncipe que com o tema “A Nossa Vez” tem um dos vídeos de língua portuguesa mais vistos de todos os tempos, com quase 100M de visualizações no YouTube. Em 2021, lideraram todos os artistas com três nomeações para os Prémios MTV Africa Music Awards, incluindo “Artist of the Year” e “Best Group”.

Paulo Gonzo é um artista de gravação multiplatina, cantor e compositor com uma carreira que se estende por mais de três décadas e que atingiu a maior notoriedade com as suas baladas como “Jardins Proibidos” e “Dei-te Quase Tudo”.

Delfins é uma banda lendária de pop-rock que nos anos 90 atingiu o estatuto de megaestrela em Portugal e lançou um dos álbuns portugueses mais vendidos de todos os tempos. Reuniram-se recentemente depois de se separarem em 2009 e irão atuar no Rock in Rio em 2022.

Xutos e Pontapés é amplamente considerada a melhor banda de rock portuguesa com uma carreira que se estende por mais de 40 anos. As suas canções tornaram-se alguns dos maiores hinos da história do rock português.

Madalena Balça/MDC Media Group

 

Redes Sociais - Comentários

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo